Existe relação entre a Hipertensão e a Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP)?

Na verdade, a hipertensão é um dos principais fatores de risco para distúrbios vasculares, incluindo a doença arterial obstrutiva periférica. Dos hipertensos, cerca de 2 a 5% apresentam dores causadas por fluxo de sangue intermitente, que ocasiona um dos principais sintomas da DAOP e de doenças como:

  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Ataque cardíaco;
  • Insuficiência cardíaca

Fique atento, pois os pacientes que sofrem de hipertensão e da doença arterial obstrutiva periférica têm um risco ainda muito maior de sofrerem infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral.

Não há consenso sobre o tratamento específico da hipertensão, pois os estudos controlados sobre terapia anti-hipertensiva em pacientes com doença arterial obstrutiva periférica, especificamente, são limitados.

Por isso, os especialistas debatem a necessidade óbvia de mais estudos nesta área, especialmente porque as duas condições são encontradas juntas com frequência. No entanto, como o risco é alto em todos os pacientes com DAOP, o objetivo mais importante continua sendo diminuir o risco cardiovascular de uma forma geral, em vez de se concentrar apenas no controle da pressão arterial e na redução dos sintomas da DAOP.

O que fazer para evitar a hipertensão e a Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP)?

Especialistas do mundo todo recomendam que todas as pessoas, incluindo aquelas com hipertensão, realizem pelo menos 150 minutos de exercícios em intensidade moderada, ou até 75 minutos por semana de exercícios de alta intensidade.

Outro problema que devemos evitar ou aprender a lidar, é o estresse. O controle da  frustração, impaciência, inquietação e irritação pode ser benéfico para a pressão arterial. Meditação, banhos quentes, ioga e simplesmente longas caminhadas são técnicas de relaxamento que podem ajudar a aliviar o estresse.

Além disso, é recomendável que se evite o consumo de álcool, drogas recreativas, tabaco e junk food, pois podem contribuir para o aumento da pressão arterial e para as complicações da hipertensão.

Outro vício que devemos evitar é o cigarro. Parar de fumar, além de reduzir o risco de hipertensão, pode evitar problemas cardíacos graves e outros problemas de saúde.

Procure um especialista para tratar do problema. Não deixe que ele evolua

A hipertensão e a doença arterial obstrutiva periférica podem ocorrer juntas e é até comum em alguns casos. Os dois distúrbios também parecem compartilhar alguns fatores de risco e causas.

Os devidos ajustes no estilo de vida podem ajudar a controlar a pressão sanguínea e os outros fatores de risco, mas o paciente necessita de um diagnóstico completo, com exames e um plano de tratamento completo, para a vida toda.

A doutora Fernanda Mescolin é a angiologista que vai te ajudar a preparar um plano de tratamento individual, pois ela é especialista em Cirurgia Vascular e Endovascular pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Além disso, ela é adepta de tratamentos que possibilitam uma recuperação mais rápida ao paciente. Agende uma consulta pelo Whatsapp. Sua saúde é nossa prioridade!